Aquando da compra das cebolas fui aconselhado pela senhora da agriloja a não comprar pés que estavam em cuvetes…aparentemente eram muito pequenos e podiam não aguentar com as chuvadas das últimas semanas. Conselho sábio e acabei por comprar um molho de 100 cebolas…ao invés das 25 que tinha planeado. Se fui enganado? Neste caso não, até porque os pés de cebola vendidos ao molho estavam com o dobro do tamanho. Se comprei cebolas a mais? Não, alem de só venderem ao cento, é uma hortícola que se conserva bem já fora da terra.

Apesar da cebola roxa ser a variedade que mais aprecio, este ano plantei cebola branca (já não tinham outras variedades). Qual das duas se dá melhor aqui no Oeste? Não sei, mas espero este ano ter cebolas com fartura.

Quanto à plantação, mais uma vez não inventei muito, cavei a terra, enterrei as ervas sem a semente (ou assim espero), enriqueci o solo com estrume de cavalo (que cheirava mal como tudo) e plantei tudo em pequenos regos a um distância de 10/15 cm entre si. Actualmente, como a terra tem secado rápido, a rega tem sido diária.

Como poderão ver nas imagens, todas os pés pegaram bem…mas, como já disse no artigo anterior, também neste canteiro tenho recebido a visita de cães. Cheira-me que terei de fazer uma cerca ao redor dos canteiros.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.