Isto é que foi apanhar morangos

É verdade! Desde Julho que tenho andado a colher morangos todas as semanas, vindos da horta.

Mesmo tendo sido plantados tarde e sempre com alguma desconfiança de onde foram comprados, fui agradavelmente surpreendido com a colheita. Quando falo do local onde foram comprados, não posso propriamente considerar o Pingo Doce uma “casa da especialidade”, penso que me entendem.

Quanto à qualidade e não querendo parecer presunçoso, a verdade é que são muito melhores que os de compra. Aquele morango espanhol e até português que vemos à venda nos supermercados, tipicamente em caixas de 500g, está a anos luz do que colhi na horta. Apesar do aspecto ser inferior, são mais pequenos e com formas estranhas, o sabor é intenso (sabe mesmo a morango) e ao colher sentimos um aroma agradável no ar (demasiado poético?).

Resumindo, aqueles 6 pés de morangos foram uma óptima compra.

Para quem quiser plantar morangos, segue o meu método que é também bastante genérico:

  • Plantar na altura ideal: mediante a espécie, clima, etc, etc, pode haver variações. Contudo, inicio da Primavera é uma boa altura.
  • Solo: no meu caso lavrei a terra enterrando as ervas existentes e espalhei algum estrume de cavalo com turfa. Não tem de ser especificamente de cavalo, podem até usar um adubo típico para hortas. Decidi usar estrume animal porque é o mais orgânico que consegui arranjar, foi barato e não cheirava mal (há à venda em lojas agrícolas).
  • Tela: Ao plantar coloquei uma tela de plástico por cima da terra. Evitei que a erva nasce-se, os morangos não cresceram em cima da terra e consegui manter a humidade do solo por mais tempo.
  • Regar e esperar: Esta é óbvia. Há-que manter o solo húmido (não encharcado) e hão-de aparecer morangos!

Para quem quiser ir mais ao detalhe sobre o cultivo do morango, este site tem informação útil!

Neste momento, os morangos estão no fim da sua produção e acredito que no fim de Agosto dificilmente irei colher mais algum.  No entanto, visto que os morangueiros alastraram imenso este ano, para o ano estou confiante que a produção será maior! Além disto, ainda vou conseguir transplantar alguns dos novos pés para a futura horta vertical.

Este slideshow necessita de JavaScript.

One Comment

  1. Pingback: Batata doce – a segunda tentativa! – Mas que ricos tomates

Deixar uma resposta