Sejamos sinceros, isto é só uma pequena horta…mas, para quem gosta destas coisas, até uma nova planta a nascer é sempre novidade. Portanto, se acharem que estou demasiado empolgado é normal.

Derivado à chuva desta semana, a horta cresceu imenso num curto espaço de tempo e quando me refiro à horta também incluo ervas daninhas. Uma coisa leva a outra e assim lá dediquei a manhã de sábado a cortar as ervas das imediações do terreno. Como é óbvio, tudo isto serviu de pretexto para por a trabalhar um certo motor a 2 tempos e justificar a compra de tal alfaia perante a minha mulher. Convenhamos, podia ter cortado aquilo à enxada ou foice, mas não era a mesma coisa. Depois de meia hora a preparar a máquina (e de finalmente ter percebido como substituir o fio de corte), meio depósito de gasolina gasto e uma hora (com várias interrupções técnicas) lá concluí o trabalho (ver imagens). Para quem esteja a pensar comprar uma máquina de roçar e for fazer trabalhos mais complexos, recomendo gastar algum dinheiro numa máquina de qualidade…esta na casa dos 150€ comprada na Agriloja serve bem para o meu propósito, mas duvido que dure mais de um dia a cortar mato grosso.

Cobra-ferradura (acho eu)

Ainda como consequência do crescimento de erva, torna-se recorrente o aparecimento de cobras e outros seres rastejantes na horta. Como já devem ter entendido, tive um encontro de primeiro grau com uma Cobra-ferradura (pareceu-me ser) e não acho que seja a mesma de anos anteriores ou então é a mesma só que cresceu mais um pouco. O que fiz perante tal ser repugnante? Enxotei-a.

Os estragos da lebre

Cobras à parte, deixei de ter a visita de cães a destruir a horta…mas apanhei uma lebre de volta das cenouras, há maior cliché que isto? Apesar de só comer a rama, está a levar o canteiro das cenouras a eito e já começou a atacar as folhas das beringelas. A sorte dele é não ter ervilhas na horta, se não juntava o útil agradável (se é que me faço entender).

Tal como disse em posts anteriores, a maioria das batatas doces não pegou e acabei por repor as falhas com outras hortícolas. Assim, intercalado com batata doce, tenho batata convencional e alhos semeados. Ao contrário das restantes plantas, estas não vieram da Agriloja, mas sim do carrinho das batatas que tenho na cozinha. Em vez de deitar fora as batatas e alhos que estavam grelados, plantei tudo na horta e ao contrário das batatas doces estas nasceram muito bem.

Para finalizar, esta foi a primeira semana de colheitas e posso-vos dizer que as alfaces são óptimas e os espinafres além de produzirem muito bem, são também eles bastante saborosos. Para quem tiver curiosidade, estou a trabalhar numa pequena página aqui no blogue para avaliar a rentabilidade da horta e de cada hortícola, mas mais para a frente falarei sobre ela.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.