Um buraco negro, dois coelhos e um cento de couves

Pode não parecer, mas a horta é longe do Entroncamento, terra dos fenómenos. Tudo o que se segue aconteceu numa horta perto de Mafra!


Buraco negro: Chamar buraco negro a um simples buraco no chão pode parecer exagerado. Contudo, mesmo ao lado de um morangueiro, apareceu um buraco na terra que parece não ter fim. Já deixei água a correr lá para dentro e não há maneira daquilo encher. A água simplesmente desaparece. Obviamente, há uma explicação racional – algum bicho fez aquilo, só não sei onde é que o “túnel” termina. Provavelmente, afoguei algum ser vivo.

Buraco negro
Buraco negro
Depois de encher o buraco com água
Depois de encher o buraco com água

Dois coelhos: Penso que são apenas dois coelhos, mas podem ser mais. Resumidamente, andam coelhos a petiscar na horta.

Certo dia, ao sair de casa, vi dois coelhos nas imediações da horta e ingenuamente pensei que nada de mal poderia acontecer, eram simplesmente coelhos e  nada fiz, limitei-me a contemplar – “Olha que engraçado, coelhos…”

No dia seguinte, ironia das ironias, tinhas ervilhas comidas! Normalmente como coelho com ervilhas, não são os coelhos a comer as ervilhas…

Portanto, senhor coelho, se estás a ler isto, da próxima vez posso não ser tão pacifico e arriscas-te a ver as ervilhas de perto dentro do forno.

Ervilha roída pelos coelhos
Ervilha roída pelos coelhos

Um cento de couves: Quem diz um cento, diz dois. Tenho parte da horta infestada de pequenas couves e a forma como lá foram parar foi insólita – arranquei duas couves galegas espigadas e atirei-as para o lado da horta, o tractor passou por cima delas com a capinadeira e espalhou as sementes. Nunca na vida me ia lembrar disto e só reparei há dois dias quando achei estranho ver tanto verde junto, sem ser ervas daninhas.

Agora, vou esperar que cresçam mais um pouco e planto-as noutro sitio todas alinhadas e mais afastadas umas das outras.

Couves galegas
Couves galegas
Couves galegas
Couves galegas

Eu sei, não podemos chamar isto de fenómenos, mas foram situações engraçadas.

Por hoje já chega e espero que o próximo post não seja uma DIY de como assar coelho no forno com ervilhas.

Deixar uma resposta